Unip vence jogo disputado e continua na briga pelo título paulista


Unip e San Fran se enfrentaram no último jogo do domingo, em partida válida pela primeira divisão do Campeonato Paulista Universitário de Rugby, sabendo da obrigação de vencer com o ponto extra para manter as chances de título. Apesar do nível um pouco mais baixo do que os bons jogadores tinham condições de mostrar em termos de técnica, foi sem dúvida um dos melhores jogos do campeonato em termos de entrega, raça e vontade de vencer.

Ainda não tenho a escalação das equipes, pois o árbitro ainda está fazendo o relato da expulsão de He Man, da Unip. Assim que tiver, posto aqui no blog. Por enquanto, aproveitem as fotos e a grande preleção de Gabriel, em homenagem a um dos jogadores do time que sofreu grave acidente.

 

logounip 27  versus 24 logosanfran

Dia 24/5  às 20h30

Árbitro: Alberto Nepomuceno (Sócio)

Local: Constâncio Vaz Guimarães

No último jogo da noite, um grande duelo de entre Unip e San Fran. Com o resultado de Medicina e Farma, somenteo vitorioso desta partida ainda teria chances de seguir à caça da FEA USP em busca do título. A San Fran queria apagar a má impressão causasa no jogo inicial, em que fez um ótimo primeiro tempo e um péssimo segundo, vencendo a Unip, equipe sempre favorita nas competições.

A partida teve tudo o que se espera de um clássico desse porte. Discussões, pisões mútuos,  muita raça e algumas boas jogadas. A Unip, contava com elenco misto de experiência e novos jogadores, da Anhembi Morumbi, enquanto a San Fran tinah experiência e o peso da idade em alguns jogadores.

A Unip chegou ao primeiro try com cerca de 10 minutos de jogo, não convertido pelo capitão Gabriel. Assim como no jogo entre Medicina e Farma, este também estava muito truncado na intermediária do campo, mas as equipes levaram mais perigo ao in goal adversário. A San Fran mostrou um preparo físico muito superior ao seu jogo de estreia, e abusava de jogadas de velociade com a linha e nos bons chutes de seus camisa 9, Vinícius. A San Fran tentou enconstar no marcador com um penal, que não foi convertido por Chileno, mas alguns minutos depois, o segundo centro Pelo, conseguiu o seu try, passando pelo meio da linha da Unip, em um misto de força e velocidade que não deu chances para a linha adversária. Com o erro de Chileno em converter, o placar seguiu igual.

A San Fran estava um pouco melhor nesse momento da partida, se destacando em ótimas jogadas individuais, como a do camisa 9 Vinícius, que percorreu mais de 50 metros sozinho, antes de ser parado a metros do in goal adversário. Após essa chance desperdiçada, quem marcou novamente foi a Unip, dessa vez com Puta, oitavo, jogador do Rio Branco, em jogada com os forwards, pressionando a defesa adversária contra o seu in goal até finalmente apoiar a bola.

Os jogadores da San Fran não estavam conseguindo encaixar bons tackles no adversário, o que permitu um bom avanço para a Unip. Ainda no primeiro tempo, He Man, ex-jogador do Mackenzie, novamente jogando com os forwards após 3 fases resultantes de um line out muito perto do in goal adversário, conseguiu guardar o seu try, convertido pro Gabriel, capitão da Unip.  

Aos poucos, a partida, muito disputada começou a esquentar os ânimos dos jogadores causando alguns erros. Sueco (Unip) que fez boa partida, recebeu um amarelo no fim do primeiro tempo, o que aumentou a pressão sobre a defesa do seu time, sem que a San Fran conseguisse aproveitar a vantagem numérica temporária.

No segundo tempo, a grande incógnita sobre se a San Fran conseguiria manter o bom ritmo de jogo no primeiro tempo, foi logo respondida com 2 tries, incendiando novamente a partida. A Unip voltou par ao jogo com Putim, que deu novo ritmo à linha, e conseguiu chegar ao seu quarto try da partida. A San Fran criava mais oportunidades levando perigo ao adversário e foi beneficiada da expulsão de He Man por agressão, mais um que fazia grande partida e fez falta à equipe da Unip, para impôr a vantagem numérica e transformar a pressão em tries. O reusltado, foi mais um try, dessa vez do camisa 2 da equipe empatando a partida em 24 pontos após conversão de Chileno.

O empate entre as equipes dava o título para a FEA, e ambas equipes sabiam disso. A Unip conseguiu segurar a San Fran em dois momentos distintos dentro dos 5 metros, impedindo a virada, e a Unip conseguiu imprimir mais velocidade à linha, conseguindo avanços significativos. No entanto, era claro o cansaço em ambas equipes, e a raça estava dominando todos os jogadores. Assimo jogo foi decidio a menos de 10 minutos do final, quando Putim converteu um penal muito próximo do in goal, após ter desperdiçado um penal minutos antes. A San Fran tentou ainda virar o jogo, mas não foi possível.

Desse modo, após a rodada de hoje, apenas Unip e FEA mantém chances de título, que deverá ser decidido na partida entre ambos, com data ainda a definir. Há uma diferença clara no mod ode jogar entre as equipes e será crucial saber explorar a fraqueza de cada um para ser campeão. Se por um lado a FEA tem um time relativamente leve e menos experiente que os jogadores da UNIP, tem a seu favor um ótimo preparo físico e grande variedade de jogadas. Já a Unip, não está treinando com tanto rigor, e isto está causando alguns erros que resultam em penais, e podem custar caro à equipe.

CPUR – Unip X San Fran

Vídeo Unip

Anúncios

2 Respostas

  1. Até quando o Putim jogará pela UNIP?

    • Leonardo, não faz tanto tempo assim que o Putim joga pela Unip…jogou 1 ano pelo Mackenzie, ficou um tempo jogando na Itália, e depois foi pra Unip…deve ter uns 2, 3 anos…

      abs,
      HP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: