Vergonha no Super 8


logo%20super%208_nova_600

Não é asse post que eu queria como número 300 da história do Blog do Rugby, mas fazer o que…

O Rugby brasileiro acrescentou um capítulo vergonhoso à sua rica história no dia de ontem. Reunidos na ABR, os 8 clubes que compõem o campeonato brasileiro, torneio mais importante do país, tomaram uma decisão tapa buraco completamente desagregadora para o futuro do esporte.

Os clubes decidiram por 5 (São José, Niterói, Curitiba, Desterro e Rio Branco) a 3 (SPAC, Pasteur e Bandeirantes) pela anulação do resultado do WO do São José frente ao Niterói, e pela não perda de pontos das partidas para as equipes em débito com a ABR fora do prazo estipulado pela mesma.

Além disso, excluiram a obrigatoriedade de se possuir 2 árbitros por partida.

Apesar de entender os votos das equipes e saber que é difícil, acho que o benefício próprio deveria ter sido deixado de lado em prol do esporte que representam. A decisão beneficiou poucos a curto prazo, e vai prejudicar muitos no longo prazo.

Quem quer patrocinar um esporte cujos campeonatos não terminam sem polêmica (Super 8 e Paulista), que não respeita o próprio regulamento e que mudam as regras no meio do jogo?

Não adianta juntar dinheiro em prol do esporte, se ele não for investido no treinamento de juízes, em conseguir estruturar a ABR de modo decente, se não não existir seriedade por parte daqueles que regulam o esporte em nível nacional.

A ABR deveria olhar para o momento pelo qual passa o Rugby no Brasil: times surgem com cada vez mais frequência, em várias partes do Brasil, existe a cobertura séria dos eventos ligados ao esporte por parte de sites e blogs, partidas sao transmitidas com mais frequência na TV, a mídia dá mais espaço para o Rugby, prefeituras aumentam o apoio às equipes locais e existe a possibilidade até de ele voltar a ser esporte olímpico!

Ao invés disso, não existe plano de comunicação, os juízes, placares, locais só são avisados em cima da hora, ou se descobre a informação por meios alternativos que não a ABR. Regulamentos são malfeitos, regras são quebradas…eu insisto: não é porque o esporte é amador que ele deve ser gerido de modo amador.

Esse seria o momento ideal de buscar um planejamento sério de longo prazo para o Rugby brasileiro, e não tapar o problema com a peneira, esperando a poeira baixar. Tem que cortar na carne e sangrar.

Perdem os torcedores e os clubes, sem esquecer ainda de um dos maiores prejudicados nessa história toda, o  Renato Scalércio, o Tyson autor da decisão correta e polêmica, mesmo ameaçado pela torcida local. Essé é o caminho que o Rugby deve seguir, se quiser evoluir.

 

Vejam a repercusão desse episódio vergonhoso em outros sites, igualmente revoltados com o ocorrido

Rugby Mania

Blog do Rouget

Martoni Rugby

Anúncios

Uma resposta

  1. Não acredito que vocês deixaram isso acontecer.

    A ÚNICA coisa que não poderia acontecer, que seria a “pizza”, no caso do Super 8, foi o que aconteceu.

    Fico com vergonha e muito, muito decepcionado.

    Decepcionado porque tenho muitos amigos no círculo que tomou essas decisões.

    Não sei como será minha reação ou minha expressão no rosto ao reencontrar esses amigos, cara a cara. Não sei dissimular, acho que vai ficar uma situação chata mesmo.

    O que eu fico muito chateado é que eu estava bastante empenhado em disponibilizar o meu networking pessoal, meus contatos de toda uma carreira, desenvolvendo confiança, para que trouxéssemos patrocinadores de porte para o nosso esporte.

    Pergunto a esses meus amigos:

    COM QUE CARA VOCÊS ACHAM QUE FICARÍAMOS AGORA, PEDINDO GRANA PARA EMPRESAS SÉRIAS, QUE TÊM SEUS BUSINESS PLANS, INCENTIVOS FISCAIS, PLANOS DE MARKETING, ETC, DEPOIS DESSA PALHAÇADA QUE VOCÊS DEIXARAM ACONTECER?

    Simplesmente, só se fosse idiota alguém agora, depois dessa palhaçada, colocaria seu nome embaixo e iria montar um plano de levantamento de verbas pesadas, apresentando para pessoas que nos conhecem profissionalmente há anos, um plano que trouxesse verba para nosso esporte.

    Obrigado, pessoal, vocês conseguiram nos queimar de vez.

    Sabe quando teremos dinheiro para nosso esporte, dinheiro de verdade, depois dessa estupidez que vocês fizeram??? No que depender de mim, não tão cedo.

    Se depois de tudo isso eu tivesse a cara-de-pau de levar um projeto pedindo apoio esportivo a uma empresa séria, toda credibilidade que construí com mais de 22 anos de carreira, iria direto para o ralo – estaria totalmente queimado e seria visto como um dos picaretas que o mercado tem por aí. Desculpem, estou FORA!

    Pena.

    Vocês conseguiram enterrar ainda mais a imagem de nosso esporte, bem quando tínhamos uma boa possibilidade (alías, duas) com grandes empresas que possuem fundações e dinheiro para investir.

    “AINDA BEM” que não deu tempo de levar nada, ainda. Se eu tivesse levado, estaria queimado em minha rede de contatos profissionais, a esta altura.

    Que vergonha. PERDI a confiança em vocês, totalmente.

    Assim como eu, acredito que todas as pessoas sérias que enxergam em nosso esporte oportunidades sinérgicas de negócio, boa para ambos os lados – com a mais absoluta certeza perderam a confiança em seus investimentos.

    Nunca deixaremos de ser amadores enquanto as decisões ficarem nas mãos de pessoas pouco profissionais e inconseqüentes.

    ADEUS, PATROCÍNIOS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: