Futebol encara o Rugby no fim de semana sul-africano


Saiu no iG, matéria sobre o conflito entre Rugby e futebol, que deverá ocorrer nesse fim de semana.

É que hoje começou a Premiership, o campeonato nacional de futebol. Apesar da disputa de hoje não envolver nenhuma equipe tradicional, amanhã, mesmo dia do confronto entre Springboks e Wallabies, se enfrentam as maiores equipes do país: o Santos (homenagem a Pelé, quem mais) e Kaiser Chiefs.

Ainda assim, o confronto é só uma metáfora. O Rugby domina amplamente a preferência nacional, até por conta da disparidade técnica entre os dois esportes no país. Enquanto no Rugby os sulafricanos são líderes do ranking, no futebol, os Bafana Bafana ocupam apenas a modesta 72ª posição.

Uma diferença importante notada é no perfil dos admiradores do esporte. Vê-se nos estádios de Rugby, uma quantidade muito maior de brancos, de maior renda do que de negros, enquanto que no futebol, acontece o oposto, revelando-se um verdadeiro apartheid invisível e involuntário. Essa defierença já havia sido notada nesse ano, quando a Copa das Confederações de Futebol coincidiu com o tour dos Lions.

Interessante notar ainda, que mesmo tão mal colocados no ranking da FIFA, o país possui um total de 4 milhões e meio de jogadores, sendo um terço disso de jogadores registrados, divididos em cerca de 900 equipes. No Rugby, o número de jogadores registrados, é de pouco mais de 500 mil, dividido em 1010 clubes, segundo dados da FIFA e IRB.

Clique aqui para ler a notícia do iG

 

 

Dos maiores clubes, um joga no sábado, o Kaiser Chiefs, que recebe o Santos no Orlando Stadium, em Soweto, bairro de Joanesburgo que ficou famoso em todo o mundo durante o regime do apartheid. Os outros “gigantes”, Bloemfontein Celtics e Orlando Pirates, jogam no domingo, contra o Free State Stars e o Ajax Cape Town, respectivamente.

Mas o evento que deve atrair maior audiência no fim de semana terá como centro das atenções uma bola oval, e não a redonda. Trata-se do confronto entre os Springboks, como é conhecida a seleção sul-africana de rugby, e a Austrália.

Reconhecido como um dos principais clássicos do esporte no mundo, a partida acontece neste sábado no Newlands Stadium, na Cidade do Cabo. O jogo é válido pela Copa das Três Nações, torneio que conta ainda com a Nova Zelândia.

Se por um lado tanto o futebol quanto o rúgbi recebem grande atenção, é curioso observar a diferença de perfil do público dos dois esportes. Embora o apartheid tenha acabado há mais de 15 anos, é impossível negar a divisão entre brancos e negros quando o assunto é a preferência esportiva.

Uma das explicações mais óbvias para essa divisão está nas bilheterias. Enquanto o ingresso mais barato para o jogo de rugby custava cerca de R$ 35, a entrada mais cara para uma partida de futebol no mesmo estádio, no dia seguinte, saía por menos de R$ 6.

Além disso, enquanto o futebol atrai principalmente homens abaixo dos 30 anos, nos jogos de rugby é comum ver a maior parte das arquibancadas ocupadas por famílias e idosos.

As exceções, claro, existem. Até para confirmar a regra. Mas em um país que ainda aprende a viver em união, o divisão de popularidade entre os dois esportes ainda mostra um certo ressentimento em aceitar a mistura total da população.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: