Pasteur punido com perda de pontos e multa


logo%20super%208_nova_600

Não dá nem pra falar que se trata de uma novela. O Super 8 ganha contornos épicos, com boa dose de drama e emoção, principalmente FORA das 4 linhas.

No julgamento do jogo entre São José X Pasteur, que deveria ter ocorrido, mas, bem, não ocorreu, pois o árbitro convocado não compareceu (Tyson, que já havia comunicado afastamento), a equipe visitante foi acusada de abandono de campo e julgada pela comissão disciplinar do Super 8.

Resultado: O Pasteur foi condenado com a perda de 3 pontos e multa de R$500,00.

Resta saber se os franceses vão aceitar a punição ou contestar. Em carta divulgada no blog do Rouget, e disponível abaixo, a equipe já havia sinalizado o motivo de não jogar  a partida.

“São Paulo, 11 de agosto de 2009

À Comunidade do Rugby.

O Pasteur Athletique Club vem por meio desta, esclarecer o motivo pelo qual optou por não aceitar a realização do jogo contra o São José. Queremos deixar claro que nosso adversário é respeitável e que assim como o Pasteur, não merece culpa pelo fato de não se ter um árbitro adequado para o evento de tal importância. Acreditamos que um jogo do nível que seria, entre 2 equipes que fizeram a final do campeonato Paulista de 2009, necessitaria para sua realização um árbitro com experiência para conduzir
a partida.

O Pasteur, assumindo o risco de vir a perder os pontos desta partida, mas dando prioridade a integridade física dos atletas das duas equipes, em razão da falta despreparo físico do árbitros indicados, solicitou a apresentação de uma terceira opção, indicando nominalmente o Sr. Eduardo Fujita, pertencente aos quadros do São José, e cadastrado como árbitro junto a ABR, no que foi aceito, com a concordância do São José.

Entretanto, referido árbitro só se apresentou no local da partida após o prazo estipulado, impedindo a realização da partida.

Respeitamos a boa vontade do jovem árbitro recém formado que apitou a partida do juvenil e que foi apresentado para dobrar a sua atuação também para o jogo do adulto.

Agradecemos também o comparecimento do Sr. Fujita que foi convidado em cima da hora e pode chegar somente após não termos tempo de finalização da partida com luz. Por último, reconhecemos a disposição
do Sr. Presidente de apitar a partida e de declarar que ele não teria condições físicas adequadas para a sua
realização, apesar de acreditarmos que esta não é a função de um presidente de Associação.

Apesar dos esforços de todos, o fato é que não teríamos condições adequadas de partida e hoje o campeonato exige seriedade em sua administração e na tomada de decisões, pois poderiam acarretar conseqüências pesadas para as duas equipes, quer seja por resultados, contusões ou ainda destemperos.

Um campeonato que custa por volta de R$ 500,00 para cada atleta e mais uns R$ 1.500,00 para cada clube, não pode ser encarado pela gestora (ABR) desta forma.

Entendemos a frustração dos jogadores do São José e a comunidade do Pasteur se solidariza com a situação em que estamos juntos. Recordamos, ainda, que o Pasteur levou a São José dos Campos seus times juvenil e adulto, além da torcida. Lamentamos que patrocinadores e torcedores das duas equipes não tiveram a oportunidade de presenciar um belo espetáculo, clássico de nosso rúgbi.

Ainda cabe pedir aos torcedores, que apesar de rivais em suas paixões, devem focar em manter suas ações na devoção a suas equipes, mantendo o alto nível deste esporte de elite e fazendo a festa bonita que estamos vendo em campeonatos internacionais.

O Pasteur optou por manter a nossa postura perante a forma como o Campeonato está sendo conduzido
e acredita que há um espaço enorme para melhorias em sua coordenação.

Renato Occhionero
Representante do PAC junto à ABR”

O relatório da comissão, na íntegra, você pode conferir no Rugby Spirit

Anúncios

5 Respostas

  1. Não entendi…

    O Pasteur perdeu 3 pontos e tomou multa… porque não tinha árbitro em tempo hábil???

    De quem é a responsabilidade por fazer com que a arbitragem esteja presente em campo, dos clubes????

    Toda a comunidade do Rugby brasileira já sabia que o Tyson tinha declarado que não apitaria mais o Super 8 enquanto esta diretoria estivesse ainda na ABR.

    Será que ninguém avisou a ABR para que outro árbitro fosse escalado…???

    Alguém pode me explicar o que é isto, não estou entendendo, Harry Potterr!!!

    • André, na verdade, o que ocorreu é que como foram apresentados outros árbitros para apitar o jogo e o Pasteur não aceitou, consideraram abandono de campo do visitante.

      • ntão, HP, isto eu sei, mas um árbitro era o jovem rapaz que tinha acabado de apitar os juvenis, e o outro era o Aluisio.
        O Eduardo Fujita, esse sim árbitro qualificado e com o preparo ok, chegou após o prazo….
        Mesmo assim, apesar de não termos 1 milímetro de dúvidas sobre a lisura do Fujita, é um árbitro ligado a um dos dois times que iriam fazer a partida, não faz sentido.

        Ok, como todos amamos esse tal “novo” esporte olímpico chamado rugby, mesmo na versão XV ao invés de Sevens, poderia rolar um amistoso, concordo, mas a partida do Super 8 em minha humilde opinião, … já Élvis.

        Sei lá. Apenas minha opinião – e minha surpresa com o que foi “decidido”, apesar de respeitar muitíssimo os nobres amigos rugbiers que julgaram, (principalmente o Jairo, que conheci do curso do Mille e do João, e é da minha época de início no rugby, talvez um pouquinho mais veterano, e me tornei um grande fã de suas ações pelo nosso esporte) .

        Abraços

      • (Para os mais antigos, que se lembram do programa humorístico da Globo satirizando o filme planeta dos macacos, “O Planeta dos Homens”:

        O macaco tá certo! Não precisa explicar, eu só queria… entender!!!)

  2. Estamos com a faca e o queijo na mão!!! Agora é a hora de arrumar tudo de errado que existe no Rugby do nosso país!!! Porque só se devemos passar por anti-doping em competições internacionais???

    Porque não levamos a risca todas as orientações do IRB???

    E porque todo o dinheiro da ABR acaba antes do meio do ano???

    Porque as meninas não tem o apoio merecido(maior que nossas seleções masculinas ou pelo menos igual)???

    Uma nova diretoria em que todos sejam capacitados e competentes(não somente um ou outro) e que não puxem a sardinha para a equipe que comandou no passado…

    Sinceramente acho que depois dessa tempestade coisas boas virão!!!

    Abraços Du(sonhando alto rsrs!!).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: