Vai começar a Guinness Premiership inglesa!


guinness_premiership

Vai começar o Campeonato Inglês! A Guinness Premiership terá início nesta sexta-feira, com o Sale Sharks recebendo os atuais campeões, o Leicester Tigers. No sábado, mais jogos, com Twickenham fervendo com os derbies londrinos Saracens x London Irish e Harlequins x London Wasps. Doze equipes disputam o torneio. Os quatro primeiros se classificarão para as semifinais, e o último colocado será rebaixado.

Ofuscados pela grande forma dos clubes irlandeses, pelas contratações de peso das equipes francesas e pelos episódios turbulentos envolvendo Bath e Harlequins, os ingleses buscam limpar a imagem do campeonato nacional.

Para quem não sabe, o período de férias foi um tanto turbulento para Bath e Harlequins. Bath teve quatro atletas suspensos por se recusarem a fazer exames de sangue relacionados a uso de substâncias ilegais, e os Harlequins passaram pelo escândalo das contusões por sangramento forjadas, no qual o clube foi acusado de atitude anti-desportiva ao simular contusões e sangramentos em campo.

 

bath-rugby-logo

Comçeamos então com os clubes com ambiente tumultuado. O Bath Rugby pedeu 4 atletas suspensos pelo caso relatado. 2 sairam da equipe já. A grande contratação do quarto colocado de 2008-09 foi o centro da seleção inglesa Olly Barkley, que veio do arquirrival Gloucester. Bath ainda contratou o perigoso fijiano Nicky Little. O elenco ainda conta com dois sul-africanos importantes: o scrum-half capitão Michael Claassens e o abertura ex-Springbok Butch James. A equipe deve brigar para chegar às semifinais, mas o título ainda está um pouco distante.

 

quins

Apesar do lamentável escândalo, que fere profundamente os ideais do rugby, os Harlequins estão entre as melhores equipes do país. A equipe londrina tem como grande destaque o half Danny Care, muito ágil e de grande qualidade. Junto de Care, dois jogadores tornam a linha dos Quins especialmente perigosa: Ugo Monye e Nick Easter, ambos da seleção inglesa. A meta é, no mínimo, chegar às semifinais.

 

Leicester-Tigers-logo

O favoritismo deve recair novamente no Leicester Tigers. Campeões ingleses e vices da Heineken Cup, os tigres tiveram duas baixas importantes no elenco, os frances Dupuy e Kayser, e não fizeram nenhuma contratação de peso. Ainda sim podem ser tidos como principais candidatos ao título, não só pela história do clube mas pelos jogadores que ainda possui. O capitão será o full back irlandês Geordam Murphy, e o elenco está repleto de selecionáveis ingleses: no scrum, Julian White, Ben Kay, Tom Croft, Lewis Moody, Jordan Crane e Harry Ellis, na linha, Toby Flood, Sam Vasty e Dan Hipkiss. Dentre os estrangeiros, alguns nomes de peso: o italiano Castrogiovanni e o argentino Marcos Ayerza, que tornam o scrum de Leicester talvez o mais forte da liga inglesa. Na linha, o tanque samoano Alesana Tuilagi, o ex-All Black Aaron Mauger, e o também neozelandês Scott Hamilton.

 

london_irish_logo

Das equipes que fizeram as semifinais de 2008-09 resta falar apenas do London Irish. O clube irlandês de Londres, que atua na cidade de Reading – baita confusão! – segue em 2009 -10 como uma das favoritas. Têm como grande nome o full back Delon Armitage, em grande forma. O clube manteve importantes jogadores como o centro Mike Catt e o ponta samoano Tagicakibau. O principal reforço é o scrum-half Ryan Lamb, que veio do Gloucetser. Tudo isso  torna os 3/4 um dos trunfos da equipe verde. Buscam, novamente, os playoffs.

 

Gloucester_rugby

O Gloucester perdeu alguns importantes jogadores. Olly Barkley, Ryan Lamp, Iain Balshaw (que foi para o Biarritz, da França), Gareth Cooper, Anthony Allen, Carlos Nieto… Os “Cherry and Whites” estão enfraquecidos, mas ainda não podem ser descartados. Fizeram grande contratação: o veterano All Black, que nunca deixou de ser brilhante, Carlos Spencer. “King Carlos” deverá fazer bom trio com Mike Tindall e Tom Voyce, que veio do London Wasps. O clube do West Country ainda está no páreo pelas vagas na Heineken Cup e nas semifinais.

 

london wasps

O London Wasps vem de uma má temporada. Em 2008-09, a equipe de Londres fez o papelão de ficar de fora da Heineken Cup, que tão bem conhece. O clube está agora totalmente reformulado. Sairam ícones da equipe, como Raphael Ibañez, Josh Lewsey (que se aposentaram), Riki Flutey, James Haskell e Tom Palmer. Para retornar à Heineken Cup e, quem sabe, aos playoffs, as vespas esperam que Danny Cipriani se reencontre em campo, e que as novas contratações – Tom Varndell (ponta) e John Ward-Smith (oitavo) – vinguem na equipe. Jogarão ao lado de grandes jogadores: Phil Vickery, Simon Shaw, Serge Betsen, Joe Worsley, David Lemi e Paul Sackey. Retornar à boa forma é possível, ainda mais com um campeonato inglês que deverá ser equilibrado, sobretudo pelo êxodo sofrido.

 

saracens logo

Não só de perdas de jogadores vivem os clubes ingleses nesta temporada. Os Saracens se especializaram em importar sul-africanos. Já são 10 no elenco. A equipe de Londres apostou nos africanos para voltar a disputar a Heineken Cup. Munida do pilar italiano Carlos Nieto, e do half Justin Marshall, ex-All Black, os sarracenos não abrem mão do projeto de se tornarem um grande clube. Prova disso é o jogo que a equipe mandará no lendário estádio de Wembley, maior da cidade e reduto do futebol inglês.

 

NorthamptonSaints_logo

Quem também busca voltar ao principal palco do rugby europeu de clubes é o Northampton Saints. Atuais campeões da European Challenge Cup, contam com um forte pack, comandado pelo hooker Dylan Hartley.

 

sale-sharks

Em fase descendente está o Sale Sharks. Quinto colocado na última Guinness Premiership, o clube dos subúrbios de Manchester sofreu um grande êxodo. Sairam Luke McAllister, Sebastien Chabel, Fernandez Lobbe e Rory Lamont, dentre outros. Como resposta, a diretoria dos tubarões contrataram Ben Cohen. Jogadores bons eles têm. Andrew Sheridam, Charlie Hodgeson, Matthew Tait, Mark Cueto…. apesar do aparente desmonte, o Sale ainda é sério combatente.

 

newcasltefalconslogo

As equipes mais fracas parecem ser Newcastle Falcons, Worcester Warriors e Leeds Carnegie. Os falcões do norte perderam Johnny Wilkinson, Ollie Philips e James Noon. Pouco deve se esperar da equipe.

 

warriors-rugby-team-logo

Os guerreiros de Worcester não inspiram a menor confiança de que não brigarão contra o rebaixamento. O grande nome é o full back ex-Wallabie Chris Lathan, mas não é o suficiente para os torcedores dos Warriors ficarem relaxados quanto ao rebaixamento.

 

LeedsCarnegie

Por fim, o clube “io-io” do Leeds Carnegie. Tradicionalmente a equipe com menor média de público, o clube de Leeds voltou, e deverá brigar para não voltar para a segundona. Contrataram o half-scrum Andy Gomarsall, ex-Gloucester, veterano da seleção inglesa. O objetivo é não cair – e, sobretudo, não da forma com que cairam em 2008.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: