All Blacks recebe Springboks em batalha decisiva


 

trinations

   allblacks_white versus  SouthAfricalogo

Nesse fim de semana, poderemos ver o fim de uma dinastia que mal nasceu e a retomada do poder pelos ex-todo poderosos. Partida sensacional, que pode definir o campeão do Tri Nations 2009.

Obviamente, estou me referindo aos All Blacks quando digo “ex-todo poderosos”, e Springboks quando digo “dinastia que mal nasceu”. Os motivos são óbvios, afinal, os sulafricanos são atuais campeões mundiais, mandaram muito bem contra o Lions, tomaram o primeiro lugar do ranking da IRB do adversário desse fim de semana e havia derrotado todos adversários de maneira contundente no Tri Nations desse ano. Em entrevistas, os adversários ressaltavam o line insuperável comandado por Victor Matfield, a força física (e violenta em excesso) dos forwards, a velocidade e preparo físico dos backs, a liderança incontestável de John Smit…

Mas bastou uma derrota frente os já eliminados Wallabies para colocar os All Blacks na briga. Apesar de serem os atuais tetra campeões do torneio e terem posse da Bledisloe Cup, os homens de preto vem de um começo de temporada irregular: perdeu da França em casa pela primeira vez em mais de 10 anos, venceu a fraca Itália venceu mas não convenceu os australianos, jogou de modo horroroso contra os adversários desse fim de semana, perdeu jogadores, ganhou jogadores (Dan Carter), e assim pode, se ganhar no sábado, voltar à liderança do ranking da IRB e de quebra dar um passo importante  rumo ao título, até então desacreditado. Mas é necessário o ponto extra.

Se ganharem, os visitantes do continente africano mantém a ascensão e alimentam ainda mais a aura invencível que o time está construindo. Se perderem, os All Blacks vão retomar o posto de onde acreditam não deveriam ter saído.

Por tudo isso, o jogo desse fim de semana é imperdível. A África do Sul, líder do torneio com 17 pontos, faz sua última partida no campeonato. Os All Blacks, com 8 pontos, depois de receberem os Boks em Hamilton, recebem a Austrália, finalizando a edição do torneio.

Confira as escalações:

Springboks

François Steyn, Ndungane, Jaque Fourie, de Villiers, Bryan Habana, Morne Steyn, Fourie du Preez, Smith, Pierre Spies, Brussow, Victor Matfield, Bakkies Botha, John Smit (capitão), du Plessis, Mtawarira.

Reservas: Chilliboy Ralepelle, J. du Plessis, Rossouw, Schalk Burger, Januarie, Jacobs, Ruan Pienaar

 

All Blacks

Muliaina, John Rokocoko, Nonu, Stephen Donald, Sivivatu, Dan Carter, Jimmy Cowan , Richie McCaw (capitão), Read, Kaino,  Ross, Thorn, Owen Franks, Hore, Woodcock

Reservas: Malmanche, Afoa, Thomson, Sooialo, Leonard, Toeava, Jane

Onde Assistir

O O’Malleys não confirma a transmissão, até a data da publicação do post. O All Black deve transmitir a reprisse na segunda feira, às 20h30. No Justin TV com certeza vai passar, mas prepare a paciência, ainda mais em se tratando de jogo decisivo.

Anúncios

2 Respostas

  1. De referir ainda que está em disputa a liderança do ranking da IRB. Antes do jogo quem vai na cabeça é a África do Sul com 90,40 pontos, logo seguida da Nova Zelândia com 90,36 pontos. Quem ganhar hoje, fica no topo da lista.
    Adivinhem quem ocupa a terceira posição daquele ranking: a Austrália… A força do rugby está toda no hemisfério sul…

  2. Vitória da África do Sul por 32-29. Os Spingbok confirmam a sua posição na cabeça do ranking mundial.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: