Atlas do Rugby – Niterói e London Irish


Com um dia de atraso, culpa minha (HP), seguem os dois clubes do Atlas dessa semana.

Niteroi_Mascote

Nome: Niterói Rugby Football Club

Cidade/Estado: Niterói, Rio de Janeiro

Campo: Campus da UFF Gragoatá

Títulos da equipe masculina: Campeonato Brasileiro: 6 (1973, 1979, 1983, 1984, 1986 e 1990); Campeonato Fluminense: 16; Copa do Brasil: 1 (2004); Campeonato Brasileiro Série B: 1 (1974)

Títulos da equipe feminina: Circuito Brasileiro de Seven-a-Side: 1 (2008/09)

Site: www.niteroirugby.com.br

Até o ano de 1973 o Estado do Rio de Janeiro se fazia representar no Campeonato Brasileiro de Rugby pela Associação Atlética Rio Cricket, cuja equipe era formada, na época, por jogadores residentes nas cidades do Rio de Janeiro, Niterói e Petrópolis, em sua maioria estrangeiros de origem britânica.

Apesar de não haver maiores dificuldades na formação da equipe para os jogos em Niterói ou no Rio de Janeiro, tal não ocorria quando os jogos eram realizados em São Paulo, pois vários jogadores alegando impedimentos ocasionais não compareciam e a equipe viajava, assim, bastante desfalcada e perdendo, por consequência, jogos considerados fáceis. Isso contribuia cada vez mais para a desunião entre os jogadores.

Coincidentemente, os participantes mais ativos, presentes em todas as viagens e verdadeiros impulsionadores do time, eram quase todos da cidade de Niterói, que, cansados de perder jogos por motivos extra-esportivos, resolveram formar sua própria equipe, separando-se dos outro jogadores e constituindo uma equipe independente, uma equipe de Niterói.

No dia 10 de dezembro de 1973 houve uma reunião para os acertos finais, culminando na fundação do Niterói Rugby Football Clube e na imediata filiação à Associação Brasileira de Rugby.

Sendo uma equipe nova, a inscrição foi somente foi aceita para a 2º divisão (Divisão de Acesso) constituindo-se esta equipe de jogadores dissidentes do Rio Cricket e alunos do Centro Educacional de Niterói. Ao final do ano de 1974 o Niterói Rugby sagrou-se campeão invicto da 2º divisão, ganhando a condição de time de primeira divisão, status que mantêm até hoje, enquadrando-se sempre entre os melhores times do país.

Depois de ganhar o campeonato de 2ª divisão em 1974, o recém-criado time teve um bom desempenho no torneio de 1ª divisão do ano de 1975, ficando em terceiro lugar. O Niterói Rugby obteve já no ano de 1976, o primeiro título de Campeão Brasileiro de Rugby na Divisão Principal.

A partir de então, o Niterói conquistaria mais cinco vezes o título máximo do rugby brasileiro e em outras onze oportunidades se sagraria vice-campeão nacional, tornando-se uma das mais tradicionais e respeitadas equipes de rugby do Brasil.

O clube continuou crescendo: em 1981 foi criado o time de handball do Niterói (do qual muitos jogadores praticavam também o rugby). Mais recentemente, em 1998, mais uma modalidade esportiva foi somada: o pólo aquático.

Fonte: site oficial do clube

london_irish_logo

Nome: London Irish Rugby Football Club

Cidade/País: Sunbury, Surrey, Inglaterra

Estádio: Madejski Stadium (24,000), em Reading

Títulos: Powergen Cup (Copa da Inglaterra): 2002; Middlesex 7s: 2009

Site: www.london-irish.com

The Exiles. O London Irish é o genuíno representante dos irlandeses na Inglaterra. E eles são muitos. Em 2001, eram mais de 670 mil pessoas morando na Inglaterra que haviam nascido na Irlanda. Só em Londres são mais de 150 mil. Fora os descendentes dos milhões de emigrados que vieram para o país ao longo dos últimos séculos. Trata-se de uma comunidade apaixonada por esportes, tendo o rugby destaque mais do que especial.

Fundado em 1898, o London Irish RFC nasceu como iniciativa de um grupo de jovens irlandeses que moravam em Londres. Apenas em 1931 o clube adquiriu seu primeiro campo próprio – e com um detalhe: não era propriamente na cidade de Londres. Os exilados montaram sua sede na cidade de Sunbury-on-Thames, subúrbio de Londres, a 25 km do centro. Assim, desde cedo, apesar do nome “London”, o Irish não se localiza propriamente na cidade de Londres.  O que se mantém até hoje. Desde 1998, o London Irish manda suas partidas no estádio Madejski, na cidade de Reading, a mais de 50 km do centro de Londres, fora de sua zona metropolitana. O que lhes rendeu o apelido de Reading Irish.

Alguns importantes jogadores da história do rugby irlandês passaram pelos XV dos exilados: S. J. Cagney , em 1925, foi o primeiro internacional produzido pelo clube da Grande Londres. As décadas de 50 e 60 foram promissoras para o Irish – apenas duas derrotas entre 1959 e 60. Nomes ilustres da seleção verde defenderam suas cores: Andy Mulligan (que também foi um Lion), Sean McDermott, o brilhante Tony O’Reilly (lenda da Irlanda e dos Lions) e Ollie Waldrom. Mas destaque especial merece Mike Gibson. Cinco vezes escolhido para os British & Irish Lions (decisivo no triunfo sobre os All Blacks, em 1971), 69 partidas pela Irlanda e 112 pontos pela seleção. Gibson está no XV do Hall da Fama da IRB.

A era profissional não começou boa para o London Irish. Dificuldades financeiras fizeram a equipe se unir a London Scottish e Richmond FC, em 1999, para formar a divisão profissional do London Irish, um clube empresa para disputar o Campeonato Inglês. Os jogos no estádio de Reading também fizeram parte dessa reformulação do clube para captar recursos. Os resultados foram positivos e culminaram com o título da Powergen Cup (a Copa da Inglaterra, atual Anglo-Welsh Cup) de 2002, único título oficial de XV do clube. Das estrelas que passaram recentemente pelo time, destacam-se Jarrod Cunnignham, Olivier Magne, David Humphreys, J. M. Leguizamón, Mike Catt, e, atualmente, Delon Armitage.

Anúncios

Uma resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: