Resultados do final de semana – 1ª parte


Última rodada da emocionante Air New Zealand Cup, surpresa na disputa do Ranfurly Shield e zebra na liderança do Top 14 francês! Vamos à 1ª parte desta edição dos Resultados do final de semana!

curriecup logoairnewzealandcuplogoTop14

curriecup logo

Enquanto todo o país aguarda a grande final entre Cheetahs e Bulls, a Currie Cup sul-africana assistiu hoje às partidas que definirão a permanência, o rebaixamento ou a promoção de duas equipes para a edição de 2010 da Premier Division. Platinum Leopards e Boland Cavaliers – respectivamente penúltimo e último colocados da Premier Division – receberam SWD Eagles e Mpumalanga Pumas – respectivamente vice-campeão e campeão da First Division. Os resultados foram muito apertados e recheados de tries, com as equipes praticando um rugby extremamente ofensivo, compatível com a necessidade incontornável de vitorias dos quatro times. Os anfitriões venceram, mas tudo permance em aberto para as partidas de volta.

Resultados:

Boland Cavaliers 36 x 35 Mpumalanga Pumas, em Wellington

Platinum Leopards 47 x 42 SWD Eagles, em Potchefstroom

Jogos de volta:

Dia 30/10 – SWD Eagles x Platinum Leopards, em George

Mpumalanga Pumas x Boland Cavaliers, em Witbank

airnewzealandcuplogo

Última rodada da fase de pontos corridos Air New Zealand Cup 2009, o Campeonato Neozelandês mais equilibrado dos últimos anos. A grande prova disso foi dada na quinta-feira, na cidade de Christchurch. O líder Canterbury, já classificado para as finais, recebeu o terceiro colocado Southland, em partida válida pela defesa do cobiçado Ranfurly Shield, o popular Log o’Wood.

A partida começou muito equilibrada, virando para o segundo tempo em empate de 3 x 3. O segundo tempo, seguiu igual, mas o ímpeto dos homens do extremo sul fez o improvável acontecer. Canterbury pussuía média de aproximadamente 30 pontos por partida, sempre com muitos tries. Southland vinha bem na competição, mas correndo por fora por todo o certame. O detalhe estava no Log o’Wood. Já havia 50 anos que Southland não conquitava o escudo e, precisando vencer para chegar às semi-finais da ANZ, o escudo tinha que ser ganho. O esforço para manter Canterbury longe da linha das 22 foi recompensando com uma conquista histórica para os Stags. Até o ano que vem o Log o’Wood repousará na gelada Invercargill.

Na sexta-feira duas equipes que só dependiam de si para opter a classificação jogaram. Hawke’s Bay, que teve o novato ponta Zec Guildford (de 20 anos) convocado para os tests de fim de ano dos All Blacks, foi ao extremo norte do arquipélago enfrentar os Taniwha (Northland). O placar foi boa vitória, que garantiu o time sensação da competição das semi-finais. Digo isso pela qualidade e ofensividade do rugby praticado pelos Magpies, merecedores da vaga, sem dúvida. Na outra partida do dia,o vice-líder Wellington curzou o estreito de Cook para enfrentar o bom, porém já eliminado, Tasman. Vitória, e classificação.

Nas demais partidas do final de semana, Auckland e Waikato se enfrentaram, em jogo que prometia muito. Prometeria muito mais se Auckland tivesse entrado em campo com chances de classificação. Não tendo mais, a equipe da “cidade dos marinheiros” quis acabar com as chances de seus rivais da Ilha do Norte. A vitória sepultou a maravilhosa campanha de recuperação de Waikato e colocou Hawke’s Bay nas semi-finais. E o triunfo no clássico serviu para defender a honra de Auckland, com um honroso quinto posto – o que, pelas últimas perspectivas anteriores está de bom tamanho.

Quem também precisava defender a honra perante a própria torcida foi Otago. Encerrou com vitória apertada sobre o lanterna Counties Manukau e encerrou na fraquíssima 10ª posição. Taranaki bateu Bay of Plenty e North Harbour foi humilhado por Manawatu.

Nas semi-finais, Canterbury receberá Hawke’s Bay e Wellington receberá Southland.

Resultados:

Canterbury 3 x 9 Southland, em Christchurch

Northland 13 x 32 Hawke’s Bay, em Whangarei

Tasman 14 x 22 Wellington, em Blenheim

Manawatu 42 x 16 North Harbour, em Palmerston North

Otago 22 x 19 Counties Manukau, em Dunedin

Waikato 18 x 26 Auckland, em Hamilton

Bay of Plenty 24 x 30 Taranaki, em Tauranga

Classificação final, após 13 rodadas:

1 – Canterbury – 47 pontos

2 – Wellington – 42 p.

3 – Southland – 41 p.

4 – Hawke’s Bay – 41 p.

5 – Auckland – 39 p.

6 – Waikato – 36 p.

7 – Bay of Plenty – 32 p.

8 – Taranaki – 28 p.

9 – Tasman – 28 p.

10 – Otago – 27 p.

11 – Manawatu – 24 p.

12 – North Harbour – 20 p.

13 – Northland – 16 p.

14 – Counties Manukau – 12 p.

Semi-finais:

Dia 30/10 – Canterbury x Hawke’s Bay, em Christchurch

Dia 31/10 – Wellington x Southland, em Wellington

Top14

Chamar o Top 14 2009-10 de o mais equilibrado e de mais alto nível dos últimos tempos já virou corriqueiro. Mas não nos enganemos. Os todo-poderosos Toulouse, Stade Français, Perpignan, Clermont e Toulon ocupam quais posições no campeonato? Acontece que a liderança não é de nenhum dos grandes badalados. Pelo contrário, a lidernça é de um dos menos badalados times desta edição do Campeonato Francês.

Ninguém apontava o Castres como aspirante sequer às vagas na mata-mata final. Pois agora todos têm que rever suas análises inciais. A vitória neste final de semana sobre o Bayonne, em território basco, colocou  Castres na ponta da tabela. O diferencial do time do Tarn é o fator psicológico. Sem responsabilidades e pressões, o time voa no campeonato e soma vitórias. Vitórias estas que não chegam para o Bayonne, que amarga já a zona de rebaixamento. Mesmo com um bom time, os bascos “sofrem da cabeça”, segundo Richard Dourthé, atleta do time. Instáveis e inseguros estão os bascos, muitos diferente do cenário vivido em Castres.

O segundo lugar no Top 14 está sendo dividido por Clermont e Perpignan. Clermont foi derrotado pelo Montpellier, que, até então, amargurava a zona de rebaixamento. O time do abertura Trinh-Duc e do full-back argentino Todeschini se superou perante sua desiludida torcida e superou o todo-poderoso Clermont que, vindo de derrota apertada frente os Ospreys, pela Heineken Cup, necessitava de reabilitação. Mas ela não veio. Melhor para Montpellier, Castres e Perpignan.

Os catalães fizeram um dos grandes clássicos da rodada contra o Stade Français, no Stade de France, em Saint Denis. Mais de 76 mil pessoas assistiram Hugo Southwell marcar o try do Stade Français logo no início da partida, levando a multidão ao delírio. Mas Jéromes Porical e Maxime Mermoz não deixariam o Perpignan desperdiçar a chance de encostar no Clermont. Vitória catalã em grande partida. 20 x 14.

O outro clássico da rodada foi Toulouse x Biarritz. O time basco vinha em alta correndo atrás da liderança. Mas enfrentar os gigantes de Toulouse no Ernest Wallon é quase sempre sinônimo de derrota. Com grande atuação do extraordinário ponta Vincent Clerc, Toulouse garantiu um incontestável e vital triunfo. O jogador comentou a vitória, considerando-a de enorme importância. O Toulouse eatá chegando!

Nas demais partidas, destaques para a vitória fora de casa do Racing Métro, sobre o apático Brive, e do badalado Toulon sobre o Bourgoin. Seis tries de Toulon e um festival de chutes de Wilkinson. No jogo menos falado, o Montauban afundou um pouco mais o Albi. Em campeoanto todo embolado, a única certeza vem sendo a lanterna do Albi.

Resultados:

Bayonne 6 x 15 Castres, em Bayonne

Toulouse 23 x 3 Biarritz, em Toulouse

Montpellier 16 x 9 Clermont, em Montpellier

Toulon 46 x 28 Bourgoin, em Toulon

Montauban 20 x 6 Albi, em Montauban

Brive 10 x 18 Racing Métro, em Brive

Stade Français 14 x 20 Perpignan, em Paris

Classificação, após 10 rodadas:

1 – Castres – 33 pontos

2 – Clermont – 31 p.

3 – Perpignan – 31 p.

4 – Toulouse – 30 p.

5 – Biarritz – 28 p.

6 – Toulon – 26 p.

7 – Stade Français – 25 p.

8 – Racing Métro – 23 p.

9 – Montauban – 21 p.

10 – Bourgoin – 20 p.

11 – Brive – 18 p.

12 – Montpellier – 17 p.

13 – Bayonne – 16 p.

14 – Albi – 8 p.

Quando parecia que o Narbonne iria despontar como favorito ao título do Pro D2, a segundona francesa, a equipe perde e é ultrapassada pelo Agen, apontado como favorito no início do torneio, e pelo Lyon OU, em franca ascensão. Os lionenses são a equipe do momento na Pro D2! A emocionante vitória sobre La Rochelle pode ter sido só um aperitivo do que vem pela frente.

Resultados:

Tarbes 28 x 18 Grenoble, em Tarbes

Aurillac 15 x 3 Narbonne, em Aurillac

Union Bordeaux 21 x 10 Aix-en-Provence, em Bordeaux

Dax 22 x 14 Auch, em Dax

Agen 20 x 14 Pau, em Agen

Oyonnax 31 x 15 Colomiers, em Oyonnax

La Rochelle 18 x 19 Lyon OU, em La Rochelle

Lannemezan 16 x 18 Mont de Marsan, em Lannemezan

Classificação, após 8 rodadas:

1 – Agen – 28 pontos

2 – Lyon OU – 26 p.

3 – Narbonne – 25 p.

4 – Oyonnax – 25 p.

5 – Tarbes – 22 p.

6 – Grenoble – 22 p.

7 – Dax – 21 p.

8 – La Rochelle – 18 p.

9 – Aurillac – 18 p.

10 – Mont de Marsan – 18 p.

11 – Pau – 17 p.

12 – Auch – 15 p.

13 – Union Bordeaux – 15 p.

14 – Aix-en-Provence – 13 p.

15 – Colomiers – 12 p.

16 – Lannemezan – 3 p.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: