All Blacks vencem Gales em Cardiff


pais de gales12 versus 19  allblacks_white

Os All Blacks venceram o País de Gales em Cardiff nesse sábado, começando com o pé direito a sua série de amistosos pelo hemisfério norte.

O jogo começou bem movimentado, ainda que sem lances de real chance de try. Os ataques não apostaram tanto na velocidade, e as defesas anulavam os avanços de cada lado com segurança. Assim o placar só foi inaugurado com Dan Carter, em um penal, seguido por Stephen Jones, que já havia desperdiçado um chute anteriormente, empatando o jogo, minutos depois de Tom Shanklin conseguir uma boa jogada, rompendo a defesa adversária, mas dando um knock on ao ser tackleado.

Depois, foi a vez dos All Blacks avançarem com perigo, após grande inversão de jogada de Dan Carter, que resultou em um line out para o time visitante. Na sequência do line out, quase um try, mas na indefinição da jogada, resultou o primeiro dos lances do jogo a ir para o TMO (o árbitro que define os lances pela TV). Foi apontado um penal para os homens de preto, e Carter jogou seguro. Preferiu o chute, fazendo 6 a 3 no placar.

As equipes se revezaram nos ataques, mas assim como no começo da partida, o jogo se concentrou na intermediária do campo. Os melhores avanços do País de Gales esbarram na boa recuperação dos kiwis e da falta de apoio no ataque. Foram pelo menos três situações no primeiro tempo em que a posse de bola foi perdida após um bom ataque, seguido de pouco apoio nos rucks. Antes do fim do primeiro tempo, Jones garantiu mais 3 pontos, empatando a partida.

O segundo tempo começou, e parece que só um time havia voltado do intervalo. Os All Blacks foram muito superiores no começo, forçando o País de Gales a se defender a qualquer custo. Muito impacto nas jogadas, dominando os rucks e imprimindo a velocidade que faltou no primeiro tempo. Mesmo assim, o try não saiu, e os All Blacks só conseguiram passar à frente novamente com mais um penal de Carter, que passou rente à trave, cobrado da direita do campo.

Tanta pressão deu resultado afinal. Após mais um erro de Tom Shanklin, em jornada infeliz, desta vez com um tackle sem bola que resultou em um penal, os neozelandeses fizeram uma rápida jogada de linha, combinando com fases  até que Andrew Hore tirasse a bola do ruck, e atropelasse a linha adversária para fazer o primeiro try da noite. Com a conversão perfeita de Carter, os visitantes abriram uma importante diferença de 10 pontos, 16 a 6.

Mas eles queriam mais. Após mais uma boa jogada com a linha, quase garantem mais um try, e o lance novamente vai para a TV. Após mais uma tentativa e mais um lance polêmico, o segundo seguido, que resultou em outro scrum para os All Blacks, arter quase faz o try, mas é tackleado por Gareth Jenkins, e na sequência é a vez de Nonu sofrer com a defesa galesa. Após 5 tentativas seguidas, a última com Conrad Smith e nada de try, Carter conseguiu um penal, e sem hesitação, mediante a forte defesa adversária, mandou para os paus, fazendo 19 a 6. Nesse momento da partida, o domínio territorial dos All Blacks marcava impressionantes 73%.

Mas foi a vez do País de Gales jogar. Depoisde Jones marcar mais um penal, reduzindo a diferença novamente para 10 pontos, Shane Williams, que havia aparecido pouco até então, começou a criar bons espaços pela defesa adversária. Em uma dessas jogadas, Martin Roberts chegou muito perto do try, mas foi impedido por um tackle alto, muito alto de Carter, que voltava desesperadamente para tentar impedir o try adversário. O juiz nada marcou, e a vaia de quase 75 mil pessoas ecoou em Cardiff. Veja abaixo se tinham razão ou não:

tackle alto carter

O erro do juiz mostrou-se decisivo no fim das contas, pois Jones marcou mais um penal, reduzindo a distância para somente 7 pontos, que poderia ser alcançada se houvesse sido dada a penalidade contra os All Blacks nesse lance. De qualquer forma, uma grande interceptação no campo defensivo de seu segunda linha, que correu o campo inteiro até chegar dentro dos 22m adversário, poderia gerara igualdade, mas a falta de apoio e um pouco de desespero do jogador acabaram jogando fora uma chance sensacional de try para o País de Gales. Foi a última chance da partida, que acabou 12 X 19 para os All Blacks. Carter apesar do tackel alto, foi o nome do jogo, mais uma vez.

Após o jogo, o técnico galês lançou dúvidas quanto à idoneidade da arbitragem, sugerindo que se o lance fosse oposto, não passaria em branco, e que além disso, os árbitros estariam inclinados a não tomar decisões que pudessem impactar significativamente as partidas que ocorrem ao longo do mês, comentário que acho totalmente equivocado.

E a bomba pode estourar na mão de Carter afinal de contas. Ele deverá se apresentar à justiça desportiva britânica nessa terça feira para dar a sua versão dos fatos em uma audiência, atrapalhando o seu preparo para enfrentar a Itália no San Siro. Não estão previstas punições para o jogadro até o momento.

Na sequência dos jogos, a Nova Zelândia visita a Itália, em Milão, em um jogo teoricamente mais fácil, e o País de Gales recebe mais uma ilha do pacífico, desta vez, Samoa.

Somente uma correção: Os All Blacks mantém um histórico de 56 anos (21 jogos) sem derrota para os galeses, e não o contrário, conforme afirmei anteriormente

Vídeo: País de Gales X Nova Zelândia

A propósito, o vídeo de Austrália X Inglaterra pode ser acessado clicando aqui

País de Gales: Hook; Halfpenny, Tom Shanklin, J Roberts, Shane Williams; Stephen Jones, Cooper; Gareth Jenkins, Rees, P James, Alun-Wyn Jones, Charteris, Powell, Martin Williams, Jones (capitão)

Reservas: Roberts, Bennett, Duncan Jones, Davies, Dafydd Jones, Davies, James.

 

Nova Zelândia: Mils Muliaina, Cory Jane, Conrad Smith, Ma’ Nonu, Guildford, Dan Carter, Leonard, Crockett, Andrew Hore, Tialata, Brad Thorn, Eaton, Kaino, Richie McCaw (capitão), Read

Reservas: Jimmy Cowan, Owen Franks, Donnelly, Thomson, Flynn, Stephen Donald, Smith.

Árbitro: Craig Joubert (África do Sul)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: