Resultados do final de semana – Seleções


Fim de semana recheado de jogos importantes! Grandes amistosos internacionais (Test) e Eliminatórias para a Copa do Mundo! Vamos ao bolo de resultados internacionais!

O fim de semana de amistosos internacionais começou na sexta-feira com dois jogos menores. A Geórgia foi derrotada pela Itália A (8 x 7) e Tonga, que foi tão bem na última Copa do Mundo, teve mais um péssimo resultado: derrota para a Escócia A, por 38 x 7. No sábado, tivemos as grandes pelejas. Os Springboks se recuperaram dos últimos vexames e venceram a Itália, em Udine, com casa cheia novamente. Os azuis lutaram muito, mas novamente foram incapazes de derrotar um gigante do rugby mundial. Habana, Fourie, du Preez e Olivier fizeram os 4 tries dos Boks. Gonzalo Garcia anotou o try italiano. 32 x 10 para a África do Sul.

Em Twickenham, Londres, a Inglaterra recebeu a Nova Zelândia, e liderados por Jonny Wilkinson buscava melhorar a sua atuação da sofrida vitória sobre os Pumas. Mas foram incapazes. Mesmo com os penais convertidos por Wilko, os ingleses foram dominados pelos All Blacks, em bela atuação de Richie McCaw. Apenas um try foi anotado, pelas mãos do half neozelandês dos Highlanders Jim Cowan. Após duro primeiro tempo, os homens de preto deslancharam na segunda etapa, e sairam vitoriosos por 19 x 6. O grande jogo do dia, contudo, foi País de Gales x Argentina. Após perder por pouco para a Inglaterra, em partida fraca tecnicamente, os Pumas foram facilmente suplantados pelos galeses, em Cardiff. Dois tries de Shane Williams – que detonou na partida – e um do grande Stephen Jones, deram a grande vitória aos vermelhos, por ótima margem de pontos. Os 33 x 15 dizem tudo. Nem os esforços do centro Martín Rodriguez puderam deter os galeses. Para os Pumas, resta melhorar e muito as atuações, já que a equipe mostrou um rugby aquém do seu melhor nas partidas realizadas no Reino Unido. A outra seelção argentina, os Jaguares (o quadro reserva), derrotou  Portugal, em Lisboa, por 24 x 13.

Nas partidas envolvendo potências euroéias e ilhas do Pacífico, ampla e tranquila vantagem para os europeus. A França atropelou Samoa, em Paris. Em menos de 10 minutos já havia anotado dois tries. Só no primeiro tempo foram 5! Samoa não jogou absolutamente nada e os Bleus deitaram e rolaram. 43 x 5 para a França. Já Fiji também foi arrasado, só que pela Irlanda. 41 x 6 para os homens de verde, sem maiores complicações. Na Ásia, o Japão recebeu o Canadá de novo, e obteve outra incontestável vitória, por 27 x 6. Hoje, não resta dúvidas. Os japoneses estão melhores que seus rivais da América do Norte!

O jogo mais emocionante da rodada talvez tenha sido Escócia x Austrália, em Murrayfield. Poucos apostavam na Escócia, que não derrotava os Wallabies desde 1982! Mas a fase dos comandados de Robbie Deans é temeroso. Displicentes e incapazes de corverter a clara superioridade ofensiva em pontos, os australianos deixaram o jogo se arrastar em um fraco empate de 3 x 3 por todo o primeiro tempo. O jogo teve um toada: ataque australiano e defesa brilhante da Escócia. De fato, o poder e a organização defensiva demonstradas pela Escócia foram dignas dos mais longos aplausos. E foram recompensadas. Phil Godman anotou o penal que colocou a Escócia na frente, por 6 x 3. A partir daí, os Wallabies entraram em curto-circuito. Matt Giteau, tão brilhante, entrou em pane nos chutes e foi incapaz de anotar novos pontos para seu time. No ataque, o máximo que os aussies conseguiram foram dois tries anulados. E quando Chris Paterson entrou em campo, e anotou um drop goal, o estádio veio a baixo. A vitória estava próxima para a Escócia. Para evitar o vexame, os Wallabies foram para cima, para o verdadeiro abafa. E conseguiram o try, nos acréscimos, após uma fantástica resistência esoccesa. 9 x 8 , para a Escócia, e vitória australiana nos pés de Matt Giteau. E ele chuta para a fora a conversão. Vitória história da Escócia!

Nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2011, os Estados Unidos garantiram a classificação, ao derrotar, em Lauderhill, Flórida, o Uruguai, por 27 x 6. Os Eagles carimbaram seu passaporte para o Grupo C, e enfrentará no Mundial Austrália, Irlanda, Itália e uma equipe européia. Já o Uruguai espera agora pela repescagem, sua última chance de ir à Copa. Os Teros enfrentarão o segundo colocado da zona asiática e, se vencerem, jogarão contra o vencedor da partida entre o terceiro colocado da Europa e o segundo colocado da África, valendo a vigésima e última vaga na Copa do Mundo de Rugby de 2011.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: