Atlas do Rugby – Charrua e Sharks


Esta edição do Atlas do Rugby traz o Charrua, do Rio Grande do Sul, e os Sharks, da África do Sul.

Nome: Charrua Rugby Clube

Cidade/Estado: Porto Alegre/RS

Campo: ESEF/UFRGS

Títulos do masculino: Liga Sul: 1 (2007); Campeonato Gaúcho: 2 (2006 e 2007); Copa Sul de Rugby: 1 (2004); Torneio Pré-Gauchão de 7s: 3; 1ª Copa Sul-Americana de Rugby de Areia (2008); Ten-a-Side do RS: 1 (2007)

Títulos do feminino: Liga Sul: 2 (2007 e 2008); Torneio Pré-Gauchão de 7s: 1 (2009); Copa Consuelo: 1 (2005 e 2007); Copa Sul de Rugby: 1 (2004)

Site: http://www.charruarugby.com

Em meados de 2000, um grupo de amigos liderados por Nilson Taminato (ex-jogador do Rio Branco) e Mauro Croitor se juntaram para começar a praticar rugby. Em 2 de Junho de 2001 foi oficialmente fundado o Charrua Rugby Clube, em alusão aos índios charruas. Seu primeiro jogo foi contra o Desterro Rugby Clube. Hoje, conta com mais de 100 atletas divididos em várias categorias, incluindo mirim, infantil, juvenil, adulto e feminina, estando filiado à ABR. As cores do Charrua (vermelho e azul) são uma homenagem à rivalidade futebolística de Internacional e Grêmio.

“Não Tá Morto Quem Peleia” (ou NTMQP, abreviado) é o grito de guerra do clube que é bradado ao final de cada treino e ao início e término de seus jogos, significando ‘Não está derrotado aquele que segue lutando’ utilizando termos locais e informais. Ao longo de sua história, o Charrua colecionou títulos estaduais e regionais, tanto na modalidade masculina como na feminina. O título mais importante do clube é a Liga Sul conquistada em 2007.

Preocupado com suas responsabilidades sociais o Charrua, desde sua fundação, engaja em ações como a Campanha do Agasalho e Campanha de Alimentos. Assim como clínicas de Rugby em escolas e universidades.

Nome: Sharks

Cidade/País: Durban, África do Sul

Estádio: Kings’s Park Stadium (capacidade: 55,000)

Títulos de Super Rugby: Nenhum

Equipes da Currie Cup: Natal Sharks

Títulos da Currie Cup: 5

Site: www.sharksrugby.co.za

A KwaZulu-Natal Rugby Union é a única união provincial sul-africana a possuir uma equipe da Currie Cup que coincida com a sua franquia que disputa o Super Rugby. O Natal Sharks é a equipe que representa a província de KwaZulu-Natal – cuja capital é Durban – na Currie Cup sul-africana, ao passa que a franquia dos Sharks representa a região  – e mais nenhuma outra – no Super 14. A coincidência foi um acidente recente. Até 2005, os Sharks também representavam as uniões do Eastern Province Mighty Elephants e dos Border Bulldogs. No entanto, com a criação da candidatura dos Southern Spears – e agora dos Southern Kings –, as duas uniões se desligaram dos Sharks, deixando Natal como única união que compõe a franquia.

Os Sharks podem ser tidos como os maiores quase-campeões do rugby do Hemisfério Sul. A equipe de Durban foi nada menos que 3 vezes vice-campeã do Super 12/14 (1996, 2001 e 2007). Em 1996, a equipe contava com o grande asa dos Springboks André Venter, com o pilarzão Ollie Le Roux,  e com dois atletas que foram campeões mundiais com a África do Sul, em 1995: o segunda linha Mark Andrews e o full back Andre Joubert, o melhor jogador sul-africano do ano de 1996. Os tubarões eram comandados por Ian McIntosh, futuro técnico dos Boks. A equipe, contudo, não foi capaz de derrotar o Auckland Blues, de Jonah Lomu, na final. 45 x 21.

Em 1998, a equipe voltou a disputar uma semi-final, mas parou nela. Em seguida, veio o declínio. Em 2000, com técnico novo, veio o último lugar (a colher de pau)! Troca de técnico, e eis que assumiu o comando Rudolph Straueli. Logo vieram os resultados. Em 2001, os Sharks foram vice-campeões do Super 12, novamente caindo na final. Desta vez, a derrota foi para os Brumbies. 36 x 6, já com Butch James como abertura. A temporada seguinte, contudo, foi decepcionante, com o décimo lugar na tabela. O declínio prosseguiu, com a lanterna novamente, em 2005.

Com o Super 14, os Sharks rapidamente se reorganizaram, montaram uma forte equipe, com Dick Muir no comando técnico. O time novamente alcançou as semifinais, em 2007, ao terminar, pela primeira vez na história, em primeiro lugar na tabela de classificação. Feito inédito para uma franquia sul-africana. No elenco, muitos Springboks que viriam a ser campeões mundiais em 2007. Butch James, François Steyn, Ruan Pienaar, JP Pietersen, John Smit, du Plessis, van den Berg e Percy Montgomery estavam no grande time. Mas a fatalidade veio na final. Derrota para os Bulls, com um try de Bryan Habana já nos acréscimos da partida. Até os 80 minutos o título era dos Sharks… certamente uma das maiores finais da história do rugby, mas um pesadelo para os tubarões de Durban. Hoje, a equipe conta com novos ídolos: Juan Martín Hernandez, brilhante abertura argentino, e Tendai Mtawarira, the beast.

Natal Sharks

Na Currie Cup, os Sharks, antigo Natal, nunca desfrutou do mesmo sucesso que seus grandes rivais (Western Province, Northern Transvaal – atual Blue Bulls – e Transvaal – atual Lions). Foram apenas 5 títulos, em mais de 100 anos de disputa. Sendo que o primeiro veio apenas em 1990! Os demais foram conquistados em 1992, 1995, 1996 e 2008, coincidindo com as grandes equipes dos tubarões no Super Rugby. Até então, dois míseros vice-campeonato, em 1957 e em 1984, haviam sido os melhores resultados do time do tradicional uniforme preto. Fundados em 1890 (data da fundação da Natal Rugby Union), os Sharks só se tornaram um time proeminente, uma verdadeira potência do rugby sul-africano, a partir dos anos 1990, e a equipe hoje figurar entre os maiores do mundo é, justamente, reflexo desse salto qualitativo das últimas décadas. Apesar de sempre terem tido uma fanática torcida de rugby – que sempre lota o King’s Park, atual ABSA Stadium – e ter produzido bons atletas, a época de ouro dos tubarões é mesmo o seu presente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: