É criada a Confederação Brasileira de Rugby – CBRu


Com esforços da ABR, Federações Estaduais e Grab, é criada a Confederação Brasileira de Rugby.

Há muitos anos estamos falando da necessidade de formarmos a nossa Confederação, escuto conversas sobre este tema a mais de 10 anos, quando montamos a Chapa “Rugby Brasileiro” para concorrer à direção da ABR este era sem dúvidas o tema mais recorrente em todas as discussões e se tornou o compromisso mais importante para este primeiro ano de mandato.

No decorrer do tempo fui percebendo a importância deste tema, fui cobrado pelo IRB que argumentou que esta mudança já havia feito parte de outros projetos apresentados e ainda não tínhamos resultado pratico, quando das primeiras conversas com o Comitê Olímpico Brasileiro – COB este foi o primeiro tema a ser abordado dada a sua importância, não é aceitável um esporte que na época pretendia ( agora já é) ser Olímpico não ser organizado através de uma confederação.

O primeiro problema a ser resolvido foi a formação da Federações estaduais, só tínhamos a Federação Paulista funcionando precisávamos convencer outros Estados a seguir este exemplo, hoje temos alem de São Paulo Federações no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Bahia estas quatro fundadas em 2009 graças ao esforço dos Clubes destes Estados que compreenderam a necessidade de avançar nossas estruturas administras.

Foi então que o Grab – Grupo de apoio ao Rugby Brasileiro, se propôs a nos ajudar oferecendo o trabalho de advogados ligados ao grupo, estes advogados trabalharam duro estudando Estatutos de diversas confederações e procurando soluções jurídicas para as diversas questões, da parte da ABR tínhamos claro que queríamos evitar erros recorrentes no Esporte brasileiro e pedimos que o Estatuto impedisse a permanência prolongada de dirigentes e que o poder dentro da Confederação fosse proporcional ao nível de desenvolvimento de cada filiada, isso fez com que já saíssemos com uma primeira versão bastante evoluída.

Contamos a partir daí com a participação intensa de pessoas de todo o Brasil, mas sem dúvidas o grupo da Federação Paulista estudou e participou de modo decisivo na confecção do texto final, posso ter discordado do modo como as discussões foram conduzidas pois acredito que elas poderiam ter sido divididas com os Clubes de todo o Brasil, mas não posso questionar o resultado pois chegamos a um formato melhor, mais democrático e em conformidade com a realidade do Rugby Brasileiro.

Hoje temos a CBRu – Confederação Brasileira de Rugby, esta missão cumprida me deixa orgulhoso do nosso esporte e das pessoas que se envolveram nesta tarefa, houveram muitas brigas, bate-boca, conversas intermináveis sobre o mesmo tema, mas o Espírito do Rugby prevaleceu mais uma vez e mostra que é somente com esforço conjunto que continuaremos a avançar.

Saudações Esportivas,

Aluisio de Oliveira Dutra Jr.

Presidente da Confederação Brasileira de Rugby

Fonte: ABR

Anúncios

9 Respostas

  1. PARABÉNS!

    QUE A QUESTÃO PAULISTA SEJA APENAS,! NA CRIAÇÃO E QUE O DOMINIO, SEJA DE TDS OS FILIADOS! SE NÃO

    REVOLUÇÃO!!!!!
    ABRAÇO, VALEW SR, ALUISO!
    E DEMAIS!

  2. Parabéns à ABR/CBRu e a toda a comunidade brasileira de Rugby!
    Seria interessante fazer a divulgação dos Estatutos, e também do seu registo de nascimento.

  3. isso e verdadee, eu tenho estatuto para quase td!

    sei cm e mais muitos num tem!

    ohh, publica isso! ai!
    eu ate poderia postar na rugby brasil, mais eles apagariam!

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  4. Uma dúvida direcionada aos mais entendidos:
    Caso o meu time decida disputar torneios nacionais (Copa do Brasil e posteriormente ter uma chance de subir ao Super 8) ele terá que ser afiliado a Federeção regional? Não é preciso mais se afiliar a ABR (CBRu)?

  5. É ISSO AÊ!!!!!!!!
    NOSSO RUGBY PRA FRENTE!!!!!!!!
    AGORA CBRu
    2010 é o ano da mudança, o ano do Rugby no Brasil.

  6. cristiano acho, q vc entendeu errado\! alias e essa cbru ta errado! cm fzem ujma confederação sem federações????????
    ta tds estranho!

  7. gostaria de saber que material é utilizado na confeccao das traves do gol do rugby ,diametro do matrial e dimensoes do gol.
    obrigado

    • Túlio, de acordo com o IRB, as traves devem seguir as seguintes especificações:
      – a distância entre os postes deve ser de 5,6 metros
      – a parte de cima da barra horizontal (o travessão) deve ficar a 3,00 metros do chão
      – a altura mínima dos postres é de 3,40 metros
      – ao se colcocar a proteção nas traves (os pads), a linha do ingoal não pode ter distância superior à 0,30 metros da face externa do protetor

      Qualquer dúvida, manda um email.
      abs
      HP

  8. Aluísio, gostaríamos de fundar a Federação Pernambucana de Rúgbi. Se possível, gostaria que enviasse para o meu email qualquer material que possa nos ajudar nessa tarefa.

    Obrigado,
    Fernando Tasso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: