Atlas do Rugby – Galícia e L’Aquila


Segundo Atlas do Rugby do ano! Respresentando o Galícia, primeiro clube poliesportivo da Bahia a montar uma equipe de rugby, e o tradicional L’Aquila, da Itália!

Nome: Galícia Rugby Clube (Galícia Esporte Clube)

Cidade/Estado: Salvador, Bahia

Campo: Estádio Parque Santiago

Títulos: 1 Campeonato Nordestino (2009)

Site: http://galiciarc.blogspot.com

Tradicional clube baiano de futebol, o Galícia Esporte Clube é hoje o único clube brasileiros com equipe profissional de futebol que possui um time de rugby. O Galícia foi fundado em 1933, por imigrantes espanhóis provenientes da Galícia. O clube foi o primeiro tricampeão do Campeonato Baiano de Futebol, sendo protagonista durante seus dez primeiros anos de fundação, tendo sido campeão nos anos de 1937, 1941, 1942 e 1943, e vice-campeão em outras 5 oportunidades na década de 30. Depois desse período áureo, o Granadeiro (como é conhecido) voltou a ser campeão estadual somente em 1968. Rebaixado para a Segunda Divisão do Campeonato Baiano de Futebol, em 1999, o time falhou na tentativa de regressar à elite do estado e, em 2002, pediu licença do futebol profissional.

Em 2006, um grupo de torcedores criou a Associação Torcedores e Amigos do Galícia (ATAG), que desde então trabalha em colaboração com a diretoria do clube com o objetivo de dar assistência e apoio nas áreas patrimonial, administrativa e social. No mesmo ano, o clube voltou a participar do Campeonato Baiano profissional, na Segunda Divisão, onde a equipe continua até o momento.

Em janeiro de 2009, o Galícia passou a contar com uma equipe de rugby, o Galícia Rugby Clube.  O time realizou o primeiro amistoso internacional de rugby na Bahia, enfrentando a equipe amadora da Universidade de Harvard. Também realizou sua primeira excursão internacional, jogando no Paraguai e Argentina. A equipe que passou a vestir a camisa do Azulino, contudo, já havia sido formada anos antes. O time do Galícia é o antigo Bahia Rugby Clue, fundado em 2006, que conseguiu ser acolhido pelo tradicional clube sotorepolitano, criando uma parceria única no rugby nacional. O clube conta também com uma equipe feminina de rugby.

O Galícia Rugby Clube participou do Campeonato Nordestino de Rugby de 2009, seu primeiro grande torneio na modalidade de XV, tendo se sagrado campeão de forma invicta.

O clube possui seu próprio estádio, o Parque Santiago (Estádio Santiago de Compostela), localizado no bairro de Brotas, Salvador, e tinha capacidade para 8.000 pessoas. Hoje, com as adequações ao Estatuto do Torcedor, o estádio teve sua capacidade reduzida para 2.000 pessoas.

Nome: L’Aquila Rugby 1936 S.S.D. A.r.L.

Cidade/País: L’Aquila, Itália

Estádio: Stadio Tommaso Fattori (capacidade: 9,200 pessoas)

Títulos: Campeonato Italiano: 5 (1967, 1969, 1981, 1982 e 1994); Coppa Italia: 2;

Site: http://www.laquilarugby.com

Uma exceção. Diferente da maioria das equipes do Campeonato Italiano (o Super 10), o L’Aquila Rugby não é uma equipe do norte da Bota. É notório que as regiões do Veneto, da Lombardia e da Emilia-Romagna (todas no norte) são o coração do rugby italiano, de onde provém a grande maioria dos jogadores dos Azzurri. Mas a Itália tem um outro centro rubístico. Menor, certamente, mas igualmente tradicional. É a pequena cidade medieval de L’Aquila, na região de Abruzzo, no centro-leste do país. A cidade medieval de pouco mais de 70,000 habitantes abriga uma universidade e um famoso centro histórico, que recebe muitos turistas todos os anos. Lá, o rugby encontrou um fiel reduto, sendo praticado desde os anos 30. Para os que não conhecem a cidade, L’Aquila entrou para as manchetes do mundo todo pelo terremoto de abril de 2009, que deixou quase 300 mortos. Após o terremoto, o L’Aquila Rugby foi condecorado pela International Rugby Board com o IRB Spirit of Rugby, pelos seus esforços cívicos após a tragédia.

As primeiras atividades da equipe foram sob o apoio da GIL, a juventudo fascista, que apoiava o esporte nas décadas de 30 e 40. O grande entusiasta do clube era Tommaso Fattori, que jogou e dirigiu a esquadra do Abruzzo. A promoção à Serie A se deu, pela primeira vez, em 1951. A partir daí a equipe só cresceu, alcançando sua primeira final de campeonato em 1957, perdendo para o Fiamme Oro Padova. Porém, um súbito declínio levou o time à Serie B, em 1964. Logo o time reotrnou à elite e, em 1967, chegou novamente à final da Serie A, tendo por rival outra vez o Fiamme Oro Padova. Desta vez veio a vitória, 6 x 0, e título! Começou, assim, a se construir a tradição do rugby neroverdi.O segundo título veio em 69, com uma campanha invicta! Os grandes jogadores da equipe eram Ennio Ponzi e Sergio Del Grande. Na mesma década de 60, outra equipe do centro-sul, o Partenope, de Nápoles, ganhara a Serie A, mostrando uma mudança no eixo de forças do rugby italiano.

Após uma década de 70 com apenas uma Coppa Italia conquistada, vieram os anos 80 e novos triunfos nacionais. 1981 foi o ano de ouro da história do time. Dupla conquista: Serie A e Coppa Italia. O terceira linha sul-africano (e springbok) Rob Louw, e os italianos Serafino Ghizzoni e Massimo Mascioletti (ambos 3/4) eram os grandes destaques daquela equipe, voando sobre os adversários. No ano seguinte veio o bis, mais um título da Serie A, com outro terceira linha sul-africano, Burger. Essa equipe do L’Aquila ficou conhecida como “a escavadeira”.

Um novo título chegou apenas em 1994, e foi o último dos neroverdi, com uma equipe muito boa, dirigida Mascioletti. Naquele time ainda jogava o indestrutível Ghizzoni, com mais de 40 anos, o asa Carlo Caione e o abertura Luigi Troiani. Com o avento do Super 10 profissional, veio o declínio e, em 2007, o rebaixamento, retornando à elite apenas em 2009 – feito dedicado às vítimas do terremoto.

Apesar dos fracos resultados recentes, alguns dos mais importantes jogadores recentes da seleção italiana passaram pelo L’Aquila. Dentre eles, Andrea Lo Cicero, Salvatore Perugini (pilares), Carlo Festuccia (hooker) e Andrea Masi (3/4).

O vídeo abaixo traz a primeira partida da equipe em seu retorno ao Super 10: uma vitória de 22 x 20 sobre o Viadana.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: