Relato de Italia 12 x 17 Inglaterra, direto do Estadio Flaminio


Para se fazer um verdadeiro espetaáculo, o necessario é planejar. Ingressos vendidos com meses de antecedência (via telefone ou via internet) e enviados pelo correio, contendo todas as informações necessárias sobre o como se chegar ao local; entrada tranquila, com policiais prestativos; banheiros limpos (mas nem todos com agua… sempre há falhas); venda de comida e bebida bem organizada dentro e fora do estádio; lugares demarcados em todos os setores; área montada especialmente para o terceiro tempo; acessos fáceis de transporte bem servido; e posto para doação de sangue.

Direto do Stadio Flaminio!

O Seis Nações no humilde estádio Flaminio foi, assim, um grande espetáculo, para que todos os espectadores saissem satisfeitos. Tudo isso em um estádio que não é nenhum luxo. Pequeno e antigo, com cadeiras estreitas e em obras até a véspera da partida. Afinal, o pais em questão é a Italia, que não é propriamente famosa pela organização. Mas com uma pequena reforma no palco do jogo, e com algum planejamento, Roma foi facilmente capaz de receber um grande evento esportivo.

Muitos ingleses estiveram presentes e, como reza a boa cultura do rugby, todos assistiram a partida juntos, anfitriões e visitantes. No entant0, em campo, os dois times não proporcionaram um bom espetáculo. O jogo começou muito bom, com os ingleses quase anotando um try no início da partida, sendo impedida por um pé salvador da defesa italiana. Em pouco tempo a partida decaiu tecnicamente. A Inglaterra jogou muito mal, decaindo muito com relação à partida contra o País de Gales. Com Wilkinson em dia ruim, perdendo muitos chutes, o XV da Rosa parou na ótima defesa italiana, que falhou apenas uma vez, no try de Tait, no inicio da segunda etapa. Nick Mallet realmente acertou o pack de forwards azzurro, mas nao conseguiu fazer o mesmo com relação ao ataque. Todas as melhores chances vieram de Mirco Bergamasco que, ao converter um penal a menos de 10 minutos para o fim da disputa, colocou os anfitriões ha 2 pontos de uma histórica vitoria. Que não ocorreu…

Jonny Wilkinson se redimiu da má jornada com um preciso drop goal, dando a vitoria aos ingleses por 17 x 12. Se a Inglaterra realmente espera vencer a atual edicão do Six Nations deverá melhorar muito o seu jogo, uma vez que pouco ameaçaram a esquadra italiana, triunfando mais pela falta de ousadia azzurra que pelo mérito proprio.

A Italia realmente saiu de campo com uma amarga derrota. Ao menos teve o melhor jogo em campo. O oitavo Zanni recebeu tal honra ao final da peleja. Para enfrentar a Escócia, os italianos deverão evoluir nas ações ofensivas e, sobretudo, confiar mais na vitoria. E isso, contra os escoceses, parece ser mais facil.

Como me disse um torcedor inglês apos a partida, “a Italia foi muito bem, e a Inglaterra muito mal. Vencemos porque eles nao ousaram ganhar”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: