Six Nations volta nesse fim de semana


O Six Nations volta depois de uma parada no último fim de semana, com mais jogos importantes, que podem deixar o campeonato virtualmente decidido. Confira neste post a escalação das equipes e as últimas notícias de cada equipe.

A Inglaterra recebe neste sábado, os rivais da Irlanda em Twickenham, para garantir a terceira vitória e despachar os irlandeses do campeonato de uma vez. Uma derrota, por sua vez, pode embolar o campeonato de vez, ou deixar a França, que apresentou o melhor jogo até agora, com a mão na taça.

O técnico inglês, Martin Johnson, não fez alterações na equipe que saiu vitoriosa frente os italianos na última rodada. No banco, Lee Mears (Bath Rugby), Joe Worsley (London Wasps) e Ben Foden (Northampton Saints) assumem os postos de Steve Thompson, Steffon Armitage e Matt Mullan. O novato Chris Ahton se juntou ao grupo ontem, após o ponta Mark Cueto sentir fortes dores estomacais, e é dúvida para a partida. Borthwick, Toby Flood e Riki Flutey também passaram por situação semelhante ao longo da competição, mas participaram normalmente dos jogos.

Inglaterra: 15-Delon Armitage (London Irish), 14-Mark Cueto (Sale Sharks), 13-Mathew Tait (Sale Sharks), 12-Riki Flutey (CA Brive), 11-Ugo Monye (Harlequins); 10-Jonny Wilkinson (RC Toulon) 9-Danny Care (Harlequins); 8-Nick Easter (Harlequins), 7-Lewis Moody (Leicester Tigers), 6-James Haskell (Stade Francais), 5-Steve Borthwick – capitão (Saracens), 4-Simon Shaw (London Wasps), 3-Dan Cole (Leicester Tigers), 2-Dylan Hartley (Northampton Saints), 1- Tim Payne (London Wasps)

Reservas:16-Lee Mears (Bath Rugby), 17-David Wilson (Bath Rugby),18-Louis Deacon (Leicester Tigers), 19-Joe Worsley (London Wasps), 20-Paul Hodgson (London Irish), 21-Toby Flood (Leicester Tigers), 22-Ben Foden (Northampton Saints)

Do lado irlandês, que vem para o tudo ou nada depois da sonora derrota ante os franceses por 33 a 10 há duas semanas, a surpresa é a entrada de Jonathan Sexton, no lugar de Ronan O’Gara. Rob Kearney é ausência certa, conforme antecipado pelo Blog do Rugby.

Irlanda: 15-Geordan Murphy (Leicester), 14-Tommy Bowe (Ospreys), 13-Brian O’Driscoll-capitão (Leinster), 12-Gordon D’Arcy (Leinster), 11-Keith Earls (Munster); 10-Jonathan Sexton (Leinster), 9-Tomas O’Leary (Munster), 8-Cian Healy (Leinster), 7-Rory Best (Ulster), 6-John Hayes (Munster), 5-Donncha O’Callaghan (Munster), 4-Paul O’Connell (Munster), 3-Steven Ferris (Ulster), 2-Paddy Wallace (Ulster), 1-Jamie Heaslip (Leinster)

Reservas: 16-Sean Cronin (Connacht), 17-Tony Buckley (Munster), 18-Leo Cullen (Leinster), 19-Shane Jennings (Leinster), 20-Eoin Reddan (Leinster), 21-Ronan O’Gara (Munster), 22-Andrew Trimble (Ulster)

Técnico: Declan Kidney

O duelo entre Escócia e Itália tradicionalmente decide quem vai ficar com a colher de pau, a última posição na tabela, apesar de ambas equipes terem realizados grandes partidas nessa edição do torneio, mas deixando a vitória escapar no final, como a emblemática derrota escocesa frente o País de Gales na última rodada.

O jogo ainda custou ao técnico Andy Robinson, três jogadores da linha lesionados, o que o obriga a improvisar para essa partida. Saem Chris Paterson, Thom Evans e Rory Lamont, para a entrada de Hugo Southwell, que veste a camisa de seu país pela 50ª vez em test matches (assim como Chris Cusiter), Simon Danieli e Sean Lamont, que sai da ponta para o centro.

Na curta história de confrontos entre as equipes, a Itália soma 5 vitórias, e a Escócia 10, sem empates, mas a história recente mostra um bom equilíbrio, com duas vitórias para cada lado, e devemos ter um bom jogo, entre equipes com nível técnico aproximado.

Escócia: 15-Hugo Southwell (Stade Francais), 14-Simon Danielli (Ulster), 13-Max Evans (Glasgow), 12-Graeme Morrison (Glasgow), 11-Sean Lamont (Scarlets); 10-Dan Parks (Glasgow), 9-Chris Cusiter-capitão (Glasgow); 8-Johnnie Beattie (Glasgow), 7-John Barclay (Glasgow), 6-Kelly Brown (Glasgow), 5-Alastair Kellock (Glasgow), 4-J Hamilton (Edinburgh), 3-Ewan Murray (Northampton), 2-Ross Ford (Edinburgh), 1-Allan Jacobsen (Edinburgh)

Reservas: 16-Scott Lawson (Gloucester), 17-Alasdair Dickinson (Gloucester), 18-Nathan Hines (Leinster), 19-Alasdair Strokosch (Gloucester), 20-Mike Blair (Edinburgh), 21-Phil Godman (Edinburgh), 22-Nick De Luca (Edinburgh)

Técnico: Andy Robinson

Itália: 15-Luke McLean (Benetton Treviso), 14-Andrea Masi (Racing Metro), 13-Gonzalo Canale (Clermont), 12-Gonzalo Garcia (Benetton Treviso), 11-Mirco Bergamasco (Stade Français); 10-Craig Gower (Bayonne), 9-Tito Tebaldi(Plusvalore Gran Parma); 8-Alessandro Zanni (Benetton Treviso), 7-Mauro Bergamasco (Stade Français), 6-Josh Sole (MPS Viadana), 5-Marco Bortolami (Gloucester), 4-Quintin Geldenhuys (MPS Viadana), 3-Martin Castrogiovanni (Leicester), 2-Leonardo Ghiraldini – capitão (Benetton Treviso), 1-Salvatore Perugini (Bayonne),

Reservas: 16-Fabio Ongaro (Saracens), 17-Matias Aguero (Saracens), 18-Carlo Antonio Del Fava (MPS Viadana), 19-Paul Derbyshire (Petrarca Padova), 20-Pablo Canavosio (MPS Viadana), 21-Riccardo Bocchino (Rovigo), 22-Kaine Robertson (MPS Viadana)

Técnico: Nick Mallet

     

O País de Gales recebe a França nesta sexta feira com um propósito claro: vitória. Depois da derrota para os ingleses e a vitória milagrosa contra os escoceses, uma vitória coloca os galeses na briga novamente e dá um duro golpe duplo no adversário de amanhã.

Com uma vitória, a França pode romper com a hegemonia do hemisfério sul no ranking da IRB se vencer os donos da casa por diferença superior a 15 pontos (os franceses destronaram a Irlanda da liderança do hemisfério norte com a boa vitória em casa na última rodada) e além disso, impedir um marco pessoal para Marc Lievremont. Sob sua tutela, os franceses nunca venceram três jogos seguidos na competição. Além disso, os franceses buscam a marca história de 3 Grand Slams.

Será sem dúvida um grande jogo, onde reina o equilíbrio. Em 96 jogos, foram 43 vitórias para os galeses e 40 para os franceses, com 3 empates.

País de Gales: 15-Lee Byrne (Ospreys), 14-Leigh Halfpenny (Cardiff Blues), 13-James Hook (Ospreys), 12-Jamie Roberts (Blues), 11-Shane Williams (Ospreys); 10-Stephen Jones (Scarlets), 9-Richie Rees (Blues); 8-Ryan Jones-capitão (Ospreys), 7-Martyn Williams (Blues),  6-Jonathan Thomas (Ospreys), 5-Deiniol Jones (Blues), 4-Bradley Davies (Blues), 3-Adam Jones (Ospreys), 2-Huw Bennett (Ospreys), 1-Paul James (Ospreys)

Reservas: 16-Ken Owens (Scarlets), 17-Rhys Gill (Saracens), 18-Luke Charteris (Newport Gwent Dragons), 19-Sam Warburton (Blues), 20-Mike Phillips (Ospreys), 21-Andrew Bishop (Ospreys) , 22-Tom Shanklin (Blues)

Técnico: Warren Gatland

França: 15-Clement Poitrenaud (Toulouse), 14-Julien Malzieu (Clermont), 13-Mathieu Bastareaud (Stade Francais), 12-Yannick Jauzion (Toulouse) , 11-Alexis Palisson (Brive), 10-François Trinh-Duc (Montpellier), 9-Morgan Parra (Clermont); 8-Imanol Harinordoquy (Biarritz), 7-Julien Bonnaire (Clermont), 6-Thierry Dusautoir-capitão (Toulouse), 5-Julien Pierre (Clermont), 4-Lionel Nallet (Racing Metro) , 3-Nicolas Mas (Perpignan), 2-William Servat (Toulouse) , 1-Nicholas Domingo (Clermont)

Reservas: 16-Dimitri Szarzewski (Stade Francais), 17-Poux, 18-Sebastien Chabal, 19-Lapandry, 20-Frederic Michalak (Toulouse), 21-David Marty (Perpignan), 22-Andreu

Técnico: Marc Lievremont

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: